\

Welcome to my blog :)

rss

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Problemáticos, se liguem!

Falei um pouco disso no post anterior e queria reforçar.
Eu entendo perfeitamente bem, a necessidade que muitas pessoas tem de desabafar, de falar sobre seus problemas e suas tristezas a fim de amenizar, de se sentir aliviado. Muitas pessoas preferem calar, mas muitas vem um grande alívio simplesmente em dividir o que estão passando.

Eu faço parte do grupo que prefere desabafar, sempre que posso, guardo comigo, porque ninguém é obrigado a carregar os problemas de ninguém, mas acabo necessitando dividir o que me incomoda. Não é atoa que criei esse blog e muita gente pegou a ideia.

Só que independente de tu precisar de alguém, tu tem que saber identificar se a pessoa que tu escolheu como psicólogo momentâneo gratuito não tá numa situação pior que tu.
Eu te dou uma diquinha fácil e prática: converse um tantinho com a pessoa antes de sair despejando teus problemas, com o tom de voz, olhar, ou as palavras que ela usa (no caso de conversa online), tu consegue pelo menos perceber se ela está animada ou não, e bom... o bom senso pode ajudar, se tu tiver um pouco.

Precisamos entender que sempre vai ter gente pior e melhor que a gente, sempre vai ter gente sofrendo mais, ou menos... mas nem sempre elas vão transparecer isso. Muitas vezes teu amigo tá com problemas até o topo da cabeça, mas tu só sabe um ou dois que nem é tão ruim, porque ele não quis te preocupar, não quis te alugar ou simplesmente, resolveu guardar pra si. Aí tu vai lá e despeja teu probleminha nas costas dele, sem dó nem piedade.

Não quero falar que eu tenho mais problemas do que todos que eu conheço, porque como eu disse, sempre tem alguém pior que a gente e ainda, tem coisas que tu nem sabe que as pessoas passam, mas o que eu vejo de amigos meus, se queixando horrores por coisinhas banais, simples ou se queixando de situações que eles se enfiaram sem a ajuda de ninguém e dizendo que por isso a vida deles é um inferno, não é brincadeira, gente. Eu fico na minha muitas vezes, faço meu papel de amiga e finjo que "sim, tu sofre muito nessa tua vida", mas não é fácil.

Para pra pensar, não é porque a pessoa leva uma vida que tu julga tranquila, que ela não passa trabalho. Não é porque ela é solteira que não se estressa, não é porque ela não trabalha, que ela dorme o dia todo, não é porque ela não tem nenhuma doença grave que ela nunca se sente mal... tem gente que sofre muito mais que tu, ou que, enquanto tu te preocupa com uma coisa, a outra pessoa tem mil coisas com o que lidar... cada um no seu quadrado, mas vamos com calma na hora de escolher a vítima do teu desabafo.

Voltando uma casinha ali, onde eu disse que tem gente que reclama de situações onde ele mesmo se enfiou... duas situações clássicas:
Situação 1: Gente que reclama pra mim sobre seu emprego. Sempre, pessoas com profissões, gente estudada. Tu tá naquele cargo, porque tu escolheu estudar aquela área, tu foi atrás do teu emprego e conseguiu, logo, tu colheu o que tu plantou, nenhum problema nisso, certo? Tua vida tá do jeito que tu "sonhou", agradeça e não seja um imbecil.
Situação 2: Gente que, depois de algum comentário meu, responde: "mas tu não tem marido e filhos pra cuidar, é solteira e mora com os pais". Bingo! Se tu tem marido e filhos foi por "tua culpa", ninguém botou uma arma na tua cabeça e disse "engravida, mulher!", eu lá tenho culpa agora se tu sai dando por aí, casa com um desgraçado filhodumaputa ou não tem capacidade de educar e tem filhos capetas? Isso não é problema, minha amiga! É uma escolha, tu apenas tem um modo de vida diferente da minha, mas me dizer que tu sofre mais, porque tem marido e filhos, fala sério, né? Problema teu, tu escolheu essa vida e não me venha chorar, ora essa!

Mas voltando lá atrás... cuidado ao escolher a pessoa que vai ouvir teus problemas. Tenha tato pra saber, ou pelo menos desconfiar, se essa pessoa também não tá precisando de um apoio.

3 Ideias Novas:

Drika disse...

Talvez se tu dissesse isso pras pessoas a quem tu tenta atingir comm o texto, a mesma coisa que ele quer dizer... Sei lá, ja tentou?

Natureza disse...

Já tentei... normalmente as pessoas me dizem que eu não tenho problema algum e me queixo de barriga cheia. Ou que "se tu não quer me ajudar, é só falar..." ¬¬

Viviane David disse...

Ema te amo posso desabafar meus problemas contigo?

Postar um comentário

Agora que tu leu toda essa baboseira, tem algo pra acrescentar, opinar ou comentar? Se não xingar, pode ficar a vontade!