\

Welcome to my blog :)

rss

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Tirando o amor da gaveta - 2

Quando eu digo que o assunto dá muito pano pra manga, me refiro em como as pessoas costumam falar e tratar o amor.

Quando eu falo "amor", me refiro ao sentimento que une um casal, simples assim. Pra mim, não importa se tu ama, se está apaixonado ou apenas gostando, tudo pode ser chamado de amor, porque o intuito é o mesmo, estar do lado da pessoa e dividir tua vida e tuas coisas, ter alguém pra gostar e alguém que goste de ti, se a coisa evoluir, vocês se casam (no papel ou não), e senão, ambos partem pra uma nova procura. O que muda é a intensidade disso, enfim.

Dizem que o amor é eterno e a paixão dura em torno de 2 anos.
Tá, tudo bem. Mas no nosso dia a dia, o que isso importa? Quantas pessoas não devem ser felizes vivendo uma simples paixão? Enquanto tantas são infelizes, tendo um amor que não pode se concretizar?
Já falei sobre essas coisas com algumas pessoas e algumas até quase

Outra coisa que eu, particularmente, acho um tanto quanto bizarro, é que muita gente abomina relacionamentos, pelos mais diversos motivos, dentre eles, deixar de ter liberdade pra ficar com outras pessoas, ter medo de entrar em um casamento complicado e vir a sofrer... entendo que muita gente não queira necessariamente casar, eu mesma tenho minhas dúvidas, acho que só vou pensar melhor nisso quando eu encontrar alguém que eu ame e que sinta que essa pessoa realmente valha a pena, mas ainda assim não consigo compreender a mente de uma pessoa que leve uma vida inteira apenas ficando, sem nunca ter ninguém junto de verdade, já tem tanta coisa ruim no mundo, passamos tantos problemas, ter alguém contigo, faz com que tu tenha uma vida mais leve, mais tranquila... a vida do lado de alguem, se torna completa, prazeirosa, tu te torna mais forte, não tem nada melhor do que poder dizer que tu não está sozinha... considero uma vida solitária, cheia de festas e "ficadas sem compromisso", uma vida vazia, sem sentido. A cada vez que tu quer ir a algum lugar, tu tem que buscar uma companhia diferente que esteja disposta a te ceder um tempo, se tu tiver um problema ou uma alegria, não tem com quem dividir, não tem quem te ligue ou te mande uma mensagem só pra dizer o que sente e o quanto tu é especial, não tem quem presentear, não tem ninguém que te ame, tu pode estar rodeado de amigos e ter uma família legal... mas alguma coisa vai estar sempre faltando. Não acho que essa falta toda possa ser preenchida com dinheiro, festas, orgias e afins... e normalmente essas pessoas descobrem isso numa fase avançada das suas vidas, quando já perderam tempo demais, achando que eram felizes.

Claro que cada um leva sua vida do jeito que quer e faz suas escolhas, algumas vezes também é legal estar disponível pra curtir a vida, minha opinião é quanto a viver somente no "oba oba", como diria um ex-professor meu.

Se eu pudesse fazer pelo menos com que as pessoas pensassem nessas coisas, pelo bem delas mesmo, e pra que ninguém fizesse ninguém sofrer, porque também é muito chato gostar de alguém que não quer nada com nada, mas infelizmente eu não posso... é por essas e outras que eu acho o amor injusto, por chegar nas pessoas muitas vezes em horas erradas ou de formas erradas, e quanto ao mocinho aquele, o Cupido... ele também deveria aprender e prestar atenção pra onde ele atira suas flechas, pra não causar problemas nos pobres mortais.
Pra quem teve a sorte de ser flechado direito e de ter algum sentimento dentro do peito, eu diria que não se preocupasse em dar nome pra ele, nem pensar em se vai durar eternamente ou se vai terminar em tanto tempo, mas sim, que aproveitasse ao máximo e agisse com o outro, da forma que tu queria que agissem contigo, tenho certeza que todos seríamos um pouquinho mais felizes se mais pessoas pensassem assim.

Tira teu amor da gaveta, bota ele dentro do teu peito e vai ser feliz, não perde essa oportunidade. Não deixa que teu coração endureça e tu não tenha mais capacidade de ser e de fazer alguém feliz, porque  pode ter certeza que ele (teu amor) pode estar em qualquer lugar... no ônibus, no colégio, no serviço, no msn, na padaria, na fila do banco, e até no twitter.

1 Ideias Novas:

Viviane David disse...

ta apaixonada linda?

Postar um comentário

Agora que tu leu toda essa baboseira, tem algo pra acrescentar, opinar ou comentar? Se não xingar, pode ficar a vontade!