\

Welcome to my blog :)

rss

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Li um texto que falava sobre Amor Cortês, nunca tinha lido sobre isso, desinformada que sou... aiuheaiuheauihe... pois li e me identifiquei com ele em partes, acho que ele descreve um pouco do que eu poderia chamar: 'meu amor ideal', eis alguns pedaços do texto e uma breve exlicação do que é Amor Cortês:





"O Amor Cortês foi criado e desenvolvido na baixa idade média, baseado nos preceitos dos antigos persas e indianos, que ao longo de centenas de anos aprimoraram e elevaram o amor ao estado de uma arte. A arte da sedução e do prazer. Enquanto nos antigos a mulher era a responsável por agradar seu amo e senhor, no amor cortês a Dama (na idade média ela era, geralmente, casada) era cortejada e desejada pelo Homem, que tinha os olhos para o prazer que estaria a seu alcance no futuro e aprendia a dominar seus instintos em busca do momento em que a Dama seria finalmente sua."

Agora algumas partes:

[...]Hoje essa forma de amor está quase desaparecida, mas podemos adaptar diversos preceitos do Amor Cortes para melhorar e elevar nosso relacionamento a um estado de prazer e entrega total.

A primeira coisa que um Homem cortês precisa ter em mente é que sua Dama vem sempre em primeiro lugar e que o seu prazer será muito maior conforme a intensidade do prazer que você proporcionar a ela. Para isso é muito importante conhecer o corpo dela. Saber que pontos podem provocar mais prazer. Que gestos e quais sussurros a excitam mais. Saber quais são as preferências e gostos dela. Por isso o Amor cortês não é um amor rápido [dos que temos hoje, por exemplo]. Ele requer que você a conheça, que a envolva em suas palavras e nos seus gestos, ele exige que você saiba captar os gestos onde ela indica o que a atrai mais. Um amante cortês é acima de tudo um Homem paciente e atento à sua dama.

O segundo aspecto importante no Amor cortes é que ele não é para meninos, moçoilos ou "manés". A masculinidade e virilidade são aspectos fundamentais para se seguir essa pratica. O Homem deve ser firme e decidido em suas posições. Deve saber o que deseja e saber demonstrar isso à sua Dama. É com suas atitudes que ele vai dizer a ela o quanto a deseja. O Homem deve passar à sua Dama o quanto é honrado e que possui qualidades suficientes para ser seu Homem, que vai protegê-la e que ao lado dele ela terá segurança. Isso pode parecer anacrônico nos dias e hoje, mas, ao contrário, essa atitude demonstra maturidade, confiança em si mesmo e segurança.

Outra coisa importante no verdadeiro amante é conhecer todos os aspectos que podem atrapalhar o momento e saber contorná-los. Ele precisa saber despir sua mulher com sensualidade e firmeza, sem se atrapalhar com fechos de soutiens ou botões escondidos. Ele deve saber conduzí-la sem quebrar o clima de tensão sexual. Para isso só existe uma professora, a prática. Um homem deve ser experiente para poder ser o amante que toda mulher deseja.

Por fim o amante cortês deve saber extrair o máximo de sensualidade e entrega de sua Dama. Ele precisa aprender a dosar na medida certa a mistura entre força e gentileza. Ele deve saber segurar os seios de sua amada com força, mas sem brutalidade e deve saber ser gentil ao apertar levemente os mamilos, levando-a a pedir mais força, oscilando naquela linha fina entre o prazer e a dor, levando a excitação dela ao extremo. O amante cortês deve saber acariciar sua mulher com mãos fortes, mas gentis. Ele deve saber como pousar sua mão sobre o monte de Vênus e como acariciar o clitóris com firmeza gentil e com paciente ansiedade.

Sempre atento no prazer de sua parceira ele precisa saber o momento certo de passar das carícias à penetração total, que deve ser forte e decidida, máscula e viril. Nesse momento o amante cortês deve mostrar o quanto tem de desejo e prazer dentro de si. Nesse momento os dois estão em uma luta de forças buscando os dois esgotar completamente as forças do parceiro. Nessa hora homem e mulher estão entregues ao prazer e ao prazer do outro e nessa entrega se deixam levar ao paroxismo do gozo, do derreamento e do cansaço.

E depois o Homem Cortês deve proteger, abraçar e acalantar sua mulher. Controlar o seu cansaço e deixar que ela se sinta em paz e protegida. Ela vai te agradecer por isso.

 Marcio Luis Severo"

E então? Ok, o texto está quase na íntegra, mas foi necessário pelos detalhes... Para que fosse bem entendido.
Tá certo que isso tudo descreve situações da Idade Média, como foi descrito e com 'damas' geralmente casadas, o que não é meu caso... mas quem nos impede de colocar uma pitada (ou muito mais) disso nos relacionamentos de hoje? Quem impede que os homens ajam dessa forma conosco? Acredito que mesmo as mulheres mais modernas gostariam de ao menos experimentar conhecer as experiências de um Amor Cortês...
Eu gostaria, ué!
Bom, quem sabe um dia, não? Boa sorte à todas nós, mulheres! [e aos homens também, pq não? Todos merecemos encontrar alguém com um perfil ideal!]
Dedos cruzados então, até a próxima!

1 Ideias Novas:

luis disse...

Acredito fortemente que muitos homens são "simpatizantes" com o chamado Amor Cortês, o problema talvez venha da forma com que algumas mulheres lidam com relacionamentos, muitas querem total independência e direitos iguais, e isso pode parecer que ela dependa do homem...

Postar um comentário

Agora que tu leu toda essa baboseira, tem algo pra acrescentar, opinar ou comentar? Se não xingar, pode ficar a vontade!