\

Welcome to my blog :)

rss

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Quando a inveja é realmente uma merda

Na última semana, pelo menos três pessoas me disseram que tinham inveja de mim, pela hora que eu dormia e acordava. E eu resolvi explicar um pouquinho, o que estas pessoas tanto invejam.

Pra começar, um dos grandes motivos de tudo é a reforma da casa, que já está um pouco atrasada, mas a gente sabe como são essas coisas e tá dentro do previsto.
Então imagina: tu mora numa casa há trocentos anos, acostumou com o espaço e tudo mais. De repente tu precisa  te mudar pra casa dos fundos, no mesmo quintal, com um espaço reduzido e tendo que improvisar muitas coisas, amontoar outras e achar tudo lindo. A demora pra te adaptar e o estresse que isso dá, é relevante.
Essa casa é mais quente, ficou muito tempo parada e a última inquilina fez o favor de esculhambar tuda ela, lavou o chão com ácido, não abria as janelas pra ventilar, os filhos riscaram as paredes e por aí vai, conclusão: uma casa mofada, demolida e feia.
Pra ajudar, ela fica localizada junto com os vizinhos... eu explico: na casa da frente, é como se não houvessem vizinhos. Tu não escuta conversas, gritos, nada. No máximo um bater de portão, mas nada que te chame a atenção. Aqui nos fundos, tem o vizinho do fundo limpando quintal, chamando a galera pra festiar, fazendo barulho e os cachorros latindo, do lado esquerdo um cachorro chorando e gritos... do lado direito (nos fundos) uma mulher que passa o dia inteirinho gritando e falando com os filhos, rádio alto o dia todo, baderna, crianças gritando e do esquerdo (normal), agora deram pra limpar o quintal e perambular nele, que antes dava pra tu te esconder ali em pé, de tanto mato. Resumindo, antes a gente tinha sossego, é como se a gente morasse em um sítio, sem casas do lado e de repente se mudasse pra um beco, com casas coladas e famílias das mais barulhentas e hiperativas.
Pra ajudar, o vizinho do fundo, tem uma casinha no quintal, só pra guardar bugigangas... que ele não mexe nem limpa desde 1900 e aquilo junta bicho... pra onde vocês acham que vai as baratas lindas que cansam de morar ali? Acertou quem disse minha casa! E pensa: o forro todo comido, a casa demolida... elas tem espaço de sobra pra entrar e se instalar. Haja inseticida.

Aí, na hora da mudança, foram desmontar a cama da minha irmã e descobriram que estava comida por cupins e possivelmente ela nem poderia ser montada de novo, há alguns dias haviam insistido horrores pra comprar uma pra mim e eu deixei porque eu e o pai tivemos uma conversa sobre isso e tal.
Então vem a parte boa: uma cama pra duas pessoas. Já que minha irmã acorda cedo e eu sou uma imprestável desocupada, quem fica com a minha cama? Pois é. Ela dorme bonitinha e confortável na cama e eu durmo QUANDO ELA ACORDAR, as 5h as vezes. E em dias de folga, eu que me foda. Tenho o sofá, mas imaginem vocês, dormir em um sofá de 2 lugares, disfarçado de um de 3, duro e com aquelas costuras que parece que te cortam pelo meio? Normalmente eu espero ela levantar, porque né.

Pra melhorar, as janelas são de vidro apenas, então, o sol nasceu e ele já aponta na tua cara. Luz do dia, aí vou eu. O quarto dos meus pais, fica "depois" do meu, sendo que pra ir pra ele, obrigatóriamente se deve passar pelo meu, então imaginem vocês a seguinte rotina: não pode deitar antes das 5h normalmente e em alguns casos vai ter que dormir no sofá de qualquer jeito porque a bonita não vai acordar cedo pra liberar a TUA CAMA, quando todo mundo acordar, tá tu lána sala e aquela muvuca, ninguem vai fazer silêncio por tua causa, teu sono já é uma merda e nas raras vezes que tu sente mais cedo, azar o teu.
Quando tu consegue pegar no sono, o sol tá levantando, o galo gritando e todo mundo já levantou, iniciando o desfile incessante, pela tua janela e do lado da tua cama... as vezes teus tios aparecem de manhã pra uma visita rápida, te acordam, porque chegam sempre berrando e fazendo baderna e ficam comentando "como tu consegue dormir tanto, que vidinha boa tu tá levando, perguntando quando tu vai tomar jeito, etc... e tu ali, TENTANDO DORMIR, ouvindo aquela merda toda'...
Nas poucas vezes que tu consegue cochilar, alguma coisa, uma mosca nos teus ouvidos ou alguém desfilando te acordam... isso quando os benditos pedreiros não gritam além do normal ou o desgraçado do cachorro não berra debaixo da tua janela.
Quando tu realmente começa a sentir aquele sono pesadão, que vai te derrubar e tu vai conseguir finalmente dormir mesmo que o mundo acabe em cima de ti, tu dá aquela olhadela no relógio e pensa: 'putaquepariu, já é meio dia, vou levantar, antes que'.

Aí tu levanta, com aquela cara do Tom quando tenta dormir e não lembro porque não pode, com o olho todo rachadinho e vermelho, cansadíssima e vai lavar o rosto e tentar seguir o dia.
Faz tuas coisas em casa, atura tua família, quando tu decide parar um pouquinho pra fazer algo que tu queira, no teu quarto (enquanto o furação irmã não chega e não domina o quarto de novo né), teu pai te chama: 'vem cá, me ajuda aqui com esses tijolos... ou com essa terra, tenho que levar pra dentro.' Lá vai tu, que não consegue nem parar em pé, que mal se alimenta e mal consegue dormir, tendo que carregar peso e fazer um mega esforço.
E esses tem sido mais ou menos meus dias.

Não como, não durmo, não descanso, não me desestresso, não faço o que eu quero, não alcanço meus objetivos e não tô feliz. Vocês ainda tem inveja, só porque acordam cedo? Acordem, crianças... e pra vida. Se tu não sabe o que realmente acontece na vida de alguém, o melhor que tu faz é não fazer nenhum comentário... se alguém acha que minha vida é mole e quiser trocar "de vida", a oferta ainda tá de pé.

3 Ideias Novas:

Viviane David disse...

Te entendo amiga eu que sou linda sofro muito com a inveja alheia

✿ Dê ✿ disse...

Nossa, "calma" como sou imagina se estivesse no teu lugar.

Natureza disse...

Vivi, para de debochar dos meus bagulhos, tu nem leu o texto, garanto. AFINAL, TU NUNCA ME LÊ, NÉ? Humpf.

Dê, eu to sempre tendo mil ataques... sou calma atéum ponto, né. Mas é aquela coisa: 'tá em casa, tá com a vida boa', se eu reclamo de alguma coisa, todomundo me cricifica. ¬¬'

Postar um comentário

Agora que tu leu toda essa baboseira, tem algo pra acrescentar, opinar ou comentar? Se não xingar, pode ficar a vontade!